terça-feira, 2 de novembro de 2010

Lygia Pape
por Pedro de Paula Corrêa nº24





Lygia Pape nasceu em Nova Friburgo (RJ) no ano de 1927 e morreu no Rio de Janeiro em 2004.Ela estudou no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e se tornou escultora, gravadora e cineasta.Lygia aproximou-se do concretismo e sua obra é identificada pela liberdade que experimenta e manipula as diversas linguagens e formatos e por incorporar o espectador como agente.Dessa forma, suas experimentações seguem paralelas às de Hélio Oticica e Lygia Clark.Em 1957, integra-se ao Grupo Frente, núcleo do Concretismo no Rio de Janeiro.Em 1960, participa da Exposição Internacional de Arte Concreta em Zurique.No mesmo ano, produz esculturas em madeira e realiza o Livro-Poema, composto de xilogravuras e poemas concretos.Em 1971, realiza o curta metragem O Guarda Chuva Vermelho, sobre Oswaldo Goeldi.Em 1980, vai para Nova York com bolsa de estudo da Fundação Guggenheim.Após a morte de Hélio Oticica, realiza, com a ajuda de Luciano Figueiredo e Waly Salomão, o Projeto Hélio Oticica.Em 2004, funda Associação Cultural Projeto Lygia Pape com ajuda de sua filha, Paula Pape.





Nome: Divisor


Material: tecido branco com fendas


Tamanho: 1500x1500cm




Esta obra abaixo é chamada de "Divisor" e foi composta por Lygia Pape em plena ditadura.Ela encomendou um enorme pano branco com fendas e convidou várias pessoas a colocar suas cabeças nessas fendas.



Eu escolhi esta obra porque eu a achei muito diferente, pois sai do meu conceito de arte ( pintura, escultura, etc ).Eu entendo que esta obra trata da mortalidade causada pelo Governo durante a ditadura, pois ela reuniu várias pessoas: brancas, negras, novas, velhas, mestiças, etc e as pediu que andassem pelos jardins do Museu de Arte Moderna do Rio, criando um manifesto contra a ditadura e uma crítica às ações do Governo.
video
Fontes:

www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_ic/index.cfm?fusaction=artistas_biografia&cd_verbete=915
www.lygiapape.org.br/lygiapape_.html

Jornal da 29º Beinal



Nenhum comentário:

Postar um comentário